Posso usar pasta de dente com flúor todos os dias?

Posso usar pasta de dente com flúor todos os dias?

Eu sei que de nome você já conhece ele, mas você sabe o que é de fato o flúor? O flúor é um mineral natural encontrado no meio ambiente, isso inclui água, solo e até alguns alimentos. Ele é muito usado nos produtos de higiene bucal porque fortalece o esmalte dos dentes e previne cáries, tudo isso por causa do seu poder de remineralizar o esmalte. Porém, muita gente ainda fica na dúvida se o flúor é seguro e até se podemos usar ele todos os dias. 

Pra acabar com as suas dúvidas, hoje vou te contar as vantagens e cuidados necessários ao usar pasta de dente com flúor diariamente, além de dar algumas dicas dos produtos perfeitos pra você usar na sua rotina de higiene bucal. Vem comigo!

Índice

  • Quando devemos usar pasta de dente com flúor?

    • Com que idade a criança deve começar a usar pasta de dente com flúor?

  • Existem riscos em usar pasta de dente com flúor todos os dias?

  • Qual a melhor pasta de dente com flúor?

    • Ingredientes sintéticos pra evitar nas pastas de dente.

    • Dica de ouro: Tab Dental com flúor.


Quando devemos usar pasta de dente com flúor?

De forma geral, as pastas de dente com flúor podem (e devem!) ser usadas todos os dias. Pra maioria das pessoas, esse produto traz vários benefícios pra prevenção de cáries e pra manutenção da saúde bucal. Desde o desenvolvimento dos primeiros dentes, geralmente por volta dos seis meses de idade, os dentistas já recomendam o uso de uma pequena quantidade de pasta de dente com flúor visto que esse ingrediente ajuda a remineralizar o esmalte, deixando os dentes mais fortes e resistentes.

Crianças muito pequenas, que ainda não aprenderam a cuspir, devem usar uma quantidade mínima de pasta de dente com flúor, equivalente a um grão de arroz, pra evitar a ingestão excessiva de flúor. Fora isso, podem existir pessoas com condições médicas específicas, como problemas renais, que devem consultar um dentista ou médico antes de usar produtos com flúor, pra garantir que não haverá riscos. 

O  uso de pasta de dente com flúor é extremamente benéfico durante toda a nossa vida, ainda mais quando envelhecemos e nossos dentes se tornam mais suscetíveis a problemas dentários, como cáries radiculares e desgaste do esmalte. Com o envelhecimento, a retração gengival pode expor as raízes dos dentes, que são mais vulneráveis às cáries. A pasta de dente com flúor ajuda a proteger essas áreas expostas, trazendo uma camada extra de defesa contra a deterioração dental. Por isso, a não ser em casos muito específicos, usar pasta de dente com flúor está liberado diariamente e após as principais refeições. 

Com que idade a criança deve começar a usar pasta de dente com flúor? 

A introdução da pasta de dente com flúor na rotina de higiene bucal das crianças deve começar assim que os primeiros dentes de leite surgirem, geralmente por volta dos seis meses. Pra começar, a quantidade de pasta de dente tem que ser mínima, equivalente a um grão de arroz, assim evitamos a ingestão excessiva de flúor, que pode causar fluorose dental. Esse cuidado é fundamental, já que crianças pequenas têm o reflexo de engolir e ainda não aprenderam direito a cuspir o produto propositalmente.

À medida que a criança cresce e desenvolve a habilidade de cuspir, por volta dos três anos de idade, a quantidade de pasta de dente com flúor pode aumentar. Nessa fase, é importante que os pais supervisionem a escovação pra garantir que a criança não use uma quantidade excessiva de pasta de dente. A supervisão também é essencial pra ensinar como escovar os dentes direitinho, o que inclui a limpeza de todas as superfícies dos dentes, gengivas e língua.

Por volta dos seis anos, quando a criança já tá maiorzinha, ela pode começar a usar uma quantidade de pasta de dente com flúor semelhante à dos adultos. Nessa idade, os dentes permanentes começam a aparecer e o flúor desempenha um papel vital na proteção contra cáries e na manutenção da saúde bucal. É recomendado continuar a supervisão esporádica da escovação até que a criança demonstre total independência. Dessa forma, o uso correto da pasta de dente com flúor desde cedo ajuda a estabelecer hábitos saudáveis nos pequenos.


Existem riscos em usar pasta de dente com flúor todos os dias?

Como com qualquer tipo de substância, o uso excessivo ou inadequado do flúor pode apresentar alguns riscos. O principal é a fluorose dental, que acontece durante a formação dos dentes, geralmente na infância, quando a criança ingere flúor em excesso. A fluorose pode causar manchas e descoloração nos dentes, que variam de leves a severas, dependendo da quantidade de flúor ingerida. Pra prevenir, é só usar a quantidade certa de pasta de dente e supervisionar o pequeno enquanto ele escova os dentes.


Nos adultos, o risco de fluorose não é uma preocupação, mas o uso excessivo de flúor pode ainda causar outros problemas, como irritação gastrointestinal, caso você engula acidentalmente grandes quantidades de pasta de dente — o que é bem difícil de acontecer, né? É sempre importante destacar também que o consumo médio de flúor é de 0,2 a 3,1 mg pra adultos e 0,5 mg pra crianças. Pra acontecer a intoxicação, o grau de consumo deve ultrapassar a média diária de 5 mg, mas todas as doses que recebemos de flúor no nosso dia a dia, seja na água ou em produtos de higiene bucal, são calculadas pra que isso não aconteça. 

Qual a melhor pasta de dente com flúor?

As pastas de dente convencionais são recheadas de ingredientes sintéticos potencialmente nocivos e poluentes. Eles costumam ressecar a mucosa bucal e até causar aftas, fragilizando a sua saúde bucal — o que é bem irônico, já que esse produto deveria nos ajudar, né? Por isso, eu gosto de falar das pastas de dente naturais! Elas evitam o uso de produtos químicos sintéticos, corantes artificiais e sabores artificiais, proporcionando uma opção mais saudável e sustentável.

As pastas de dente naturais com flúor combinam os benefícios do flúor na prevenção de cáries com ingredientes de origem natural, como óleos essenciais, extratos de plantas e minerais. Esses componentes não só ajudam a limpar os dentes de forma eficaz, mas também oferecem propriedades anti-inflamatórias e antibacterianas, contribuindo pra uma saúde bucal completa. Além da grande maioria também abrir mão do plástico das embalagens, tornando essa alternativa ainda mais sustentável.

Ingredientes sintéticos pra evitar nas pastas de dente.

Pra te ajudar a escolher a pasta de dente certa, trouxe aqui os principais ingredientes sintéticos nocivos que estão presentes nas pastas de dente comuns. Então, já sabe: se vir qualquer um desses no rótulo da sua pasta de dente, fuja! Anota aí:

  • Lauril Sulfato de Sódio (Sodium Lauryl Sulfate - SLS): usado como agente limpante, é extremamente agressivo e resseca a mucosa da boca, causando até aftas.
  • Triclosan: agente antibacteriano controverso que pode interferir nos hormônios e contribuir pra resistência bacteriana.
  • Parabenos (Parabens): conservantes que podem aparecer como metilparabeno (Methylparaben), etilparabeno (Ethylparaben) ou propilparabeno (Propylparaben), entre outros. Associados a distúrbios hormonais e outros problemas de saúde.
  • Propilenoglicol (Propylene Glycol): utilizado como umectante e solvente, pode causar irritação em pessoas sensíveis.
  • Dietanolamina (Diethanolamine - DEA): utilizada para criar espuma, pode ser irritante e potencialmente cancerígena.
  • Formaldeído (Formaldehyde) e liberadores de formaldeído: conservantes que liberam formaldeído, conhecidos por serem cancerígenos. Podem aparecer como: quaternium-15, DMDM hidantoína (DMDM Hydantoin) e imidazolidinil ureia (Imidazolidinyl Urea).
  • Aromas e Corantes Artificiais (Artificial Flavors and Colors): podem causar reações alérgicas e sensibilidades. Exemplos incluem Blue 1 (Cl 42090) e Red 40 (Cl 16035).
  • PVP (Microplásticos): tóxico pra vida marinha e que é absorvido pelo nosso corpo, se acumulando no organismo. Nas pastas de dente, funciona como o aglutinante, o agente responsável pela textura do produto. Muitas vezes listado como polietileno (Polyethylene) ou polipropileno (Polypropylene).

Dica de ouro: Tab Dental com flúor.

Pra deixar a sua rotina de higiene e saúde bucal ainda mais eficaz, os Tabs Dentais podem ser a solução perfeita. Eles são a versão em pastilha das pasta de dente comuns e ainda trazem uma fórmula natural, vegana, livre de crueldade animal e totalmente zero plástico. E encontrar esses produtos não é nada difícil, tá? Eu mesma tenho uma linha completa de higiene bucal que tem 2 tipos de Tabs: com e sem flúor.

Meus Tabs Dentais são odontologicamente e clinicamente testados, e recomendados pela ABO, Associação Brasileira de Odontologia. Eles têm o RDA médio entre 60 e 90, isso quer dizer que a abrasividade é menor do que na maioria das pastas de dente comuns do mercado. A melhor parte é que esse produto evita a meleca na pia ou na mala de viagem, e você fica sem preocupações com a quantidade de produto que precisa ser usada por escovação.

E eu não podia deixar de falar dos benefícios pra saúde bucal, né? Meus Tabs Dentais têm ação anticárie e bactericida que mata 99,9% das bactérias, enquanto protegem e suavizam o esmalte dos dentes. Tudo isso sendo naturais e zero plástico, totalmente livres de SLS, microplásticos, parabenos, triclosan e outros ativos sintéticos potencialmente nocivos pra gente e pro meio ambiente.

Tá na hora de ter uma rotina de higiene bucal que cuida de verdade dos seus dentes. Conheça a minha linha completa de oral care e revolucione o seu banheiro!

Compartilhe no Linkedin

Deixe um comentário

promoção
promoção lançamento
promoção lançamento
promoção
promoção
promoção
promoção
promoção
promoção lançamento
promoção lançamento
promoção lançamento
promoção lançamento
ver todos os produtos