Diferença entre caspa e descamação

Diferença entre caspa e descamação: entenda o que é cada uma!

Quando o assunto é haircare, nem tudo é hidratação, nutrição e reconstrução. Cuidar dos fios também significa enfrentar alguns probleminhas que podem ser bem chatos, como a caspa e a descamação, por exemplo. Elas surgem por motivos diferentes e são bem parecidas - e sendo bem sincera: causam o mesmo desconforto, né?

Por isso eu vim falar sobre esse assunto, trazendo informações e dicas importantes pra ajudar a cuidar da saúde do seu couro cabeludo. Segue aqui!

 Índice

  •  Diferença entre caspa e descamação: parece, mas não é 

    •  O que causa a caspa?

    • Por que ocorre descamação no couro cabeludo?

  • Como saber se é caspa ou descamação?

  • Como tratar a caspa ou a descamação do couro cabeludo?

    • Dicas de produtos naturais pra prevenir e combater a caspa e a descamação.

Diferença entre caspa e descamação: parece, mas não é

Quando você passa a mão ou a escova nos cabelos e nota aqueles "pontinhos brancos" na blusa, logo vem na cabeça: "ih, é caspa!". Faz sentido reagir dessa forma, mas vamos com calma: nem sempre o que parece caspa é caspa. 

Eu sei que independente do diagnóstico, o mais importante pra gente é entender o que pode ser feito pra resolver o problema e voltar a ter um couro cabeludo saudável. Mas antes de chegarmos na solução, é legal saber um pouco das causas da diferença entre caspa e descamação pra conseguir tratar da melhor forma e ainda evitar que elas apareçam e já começar a perceber os sinais antes mesmo da caspa ou descamação chegarem.


O que causa a caspa?

O nome chique da caspa é dermatite seborreica, quebrando esses termos conseguimos entender que é uma condição da pele (derme) do couro cabeludo, ligada à produção de óleo (sebo). Então, a caspa pode ter relação  com excesso de oleosidade no couro cabeludo. 

Tem gente que acaba induzindo essa produção exagerada de oleosidade por viver uma rotina agitada e estressante. Já outras pessoas produzem mais sebo por causa de uma condição genética mesmo. E outros motivos, como uma alimentação bagunçada, um desequilíbrio hormonal ou higiene incompleta da região também podem estar por trás do aparecimento da caspa.

caspa

O fato é que essa oleosidade se acumula por ali e acaba causando problemas, obstruindo os poros da pele e a raiz dos fios. Isso pode dar origem à chamada "caspa oleosa", que fica presa à raiz, ou à "caspa seca" – versão mais famosa –, que se solta em forma de plaquinhas esbranquiçadas e acaba caindo dos cabelos, gerando aquela sensação desagradável no dia a dia.

Além desses fatores, também existe a incidência hereditária e a androgênica (hormônios masculinos). Nos homens, o desequilíbrio da presença de fungos malassezia globosa é maior. Este fungo está presente em 50% dos couros cabeludos da população e ele é responsável por degradar o sebo gerando o ácido oleico. Este ácido pode irritar o couro cabeludo e causar a caspa. 

Outro ponto que pode causar a caspa é o efeito rebote: você quer solucionar a caspa com um limpante poderoso e acaba irritando o couro cabeludo, o que causa ainda mais oleosidade e caspa. Você entra nesse ciclo vicioso, onde a caspa some por pouquíssimo tempo e logo ela volta a aparecer.


Por que ocorre descamação no couro cabeludo?

Já a descamação do couro cabeludo, embora se pareça bastante com a caspa, tem outras causas. Na verdade, é quase uma razão oposta: essa reação costuma acontecer não pelo excesso de oleosidade, mas justamente pelo ressecamento da pele da região.

Essa sequidão pode estar ligada ao excesso de exposição solar, por exemplo. A radiação acaba queimando a pele da região, que já é naturalmente mais delicada e, assim como acontece em outras partes do corpo, essa camada superficial do tecido "descasca". A pele seca se solta em formato de plaquinhas e fica bem parecida com a caspa. 

Outra origem da descamação do couro cabeludo pode ser uma reação alérgica da pele ao uso de produtos capilares, sabia? Como eu já disse antes, o tecido da região é bem sensível, e alguns tratamentos químicos mais agressivos – como alisamentos ou colorações – podem dar início a uma alergia local. 

Na verdade, até mesmo produtos de uso diário com composições mais potentes e ativos nocivos podem disparar esse gatilho. O resultado? A pele sofre, e começa a soltar essas placas.

Leia também: Clean Beauty: o que é e como aderir no seu dia a dia.

Como Saber se é Caspa ou Descamação? 

Um jeito de começar a entender o que está acontecendo é investigar as possíveis causas. Geralmente, quem sofre com excesso de oleosidade de forma recorrente já sabe disso há algum tempo e sente isso nos fios também. Então, esse histórico pode indicar que o que está acontecendo é a formação da caspa.

Também vale entender se você está atravessando um período desafiador e estressante em sua vida. Essas fases mais agudas de trabalho pesado ou problemas pessoais também podem ser a origem da caspa.

shampoo anticaspa bars over bottles

Por outro lado, se você se expôs ao sol de forma intensa ultimamente – e esqueceu de se proteger – há uma boa chance de ser descamação do couro cabeludo por ressecamento. Lembre-se que seu cabelo precisa de cuidados especiais no verão e que bobear com essa rotina de proteção pode desencadear essas situações. Ah, e claro: se você abusou dos produtos químicos, é bem provável que as plaquinhas brancas se soltando sejam resultado de uma reação alérgica da sua pele.

Tem mais: se você aplica muitos cremes e loções, e não realiza uma limpeza profunda durante a lavagem do cabelo, resíduos desses produtos podem ir se acumulando no couro cabeludo, e ao final do processo, ocasionar tanto a caspa quanto a descamação. O mesmo vale pra banhos muito quentes: essa prática pode tanto causar esse efeito de queimadura, levando a pele tanto a descascar quanto estimular as glândulas sebáceas do couro e acabar gerando mais oleosidade. 

Preste atenção a esses fatores, observe com atenção o que está acontecendo e, se tiver dúvidas ou achar que a situação está fugindo do seu controle, é sempre recomendado visitar um consultório de dermatologia pra obter um diagnóstico profissional, beleza?

Como tratar a caspa ou a descamação do couro cabeludo? 

Independente se é caspa ou descamação, as duas causam o mesmo incômodo, né? Então, mesmo que descobrir o motivo seja importante, eu sei bem que essa aqui é a parte mais esperada deste texto: o que fazer pra controlar, tratar ou eliminar esses problemas? A resposta? Depende.

A descamação, por exemplo, tende a ser mais pontual, causada por algum descuido específico com o sol ou por exposição do couro cabeludo a ativos químicos que prejudicam a pele do local. Tratar a região com hidratantes e calmantes costuma ajudar no processo de recuperação do tecido atingido, e em algum tempo, a situação vai se normalizando.

Já no caso da caspa, embora pareça duro dizer isso, nem sempre existe exatamente uma cura. Ela pode ser controlada e praticamente desaparecer, mas se você descuidar de novo, pode dar início a um novo processo de formação de plaquinhas brancas no cabelo. Sabendo qual é a causa do excesso de óleo em seu couro, a dica é combater esse fator causador – regulando alimentação, evitando o estresse – e cuidar com carinho da pele da região, reduzindo a quantidade exagerada de oleosidade. 

De uma forma ou de outra, o que vai ficando claro é que caprichar nos cuidados com o couro cabeludo é fundamental pra manter a saúde da região em dia, né? Essa é uma região delicada, e qualquer descuido pode desestabilizar o fino equilíbrio desses tecidos. Por isso, é muuuito importante analisar como tem sido sua rotina de haircare e que tipo de produtos você tem usado pra cuidar dos seus cabelos.

Leia mais: Eita! Queimou o cabelo e a pele no verão? Saiba como cuidar!

Por exemplo: se você tem tendência à oleosidade e usa um shampoo pra cabelos ressecados, só está aumentando ainda mais o problema, percebe? O mesmo vale pra produtos capilares que tem uma fórmula cheia de ingredientes sintéticos, que desequilibram o pH da pele e bagunçam toda a dinâmica natural da região. Ou seja: escolher bem seus produtos de cabelo é importante pra garantir a saúde dos fios e do couro cabeludo e é sempre melhor optar por fórmulas específicas pro seu problema e naturais.

Ah, vale lembrar sempre: o primeiro passo ideal pra solucionar qualquer problema relacionado a sua pele é procurar uma médica dermatologista. Ela vai poder te indicar com mais precisão qual é o problema que você enfrenta e se dá pra resolver com uma rotina de cuidados equilibrada, ou se será preciso apostar em produtos específicos. 

Dicas de produtos naturais pra prevenir e combater a caspa e a descamação

Como você deve imaginar, o principal produto pra tratar a caspa ou descamação e ainda cuidar do seu couro cabeludo é o shampoo anticaspa. Mas não é qualquer um, tá? Grande parte dos shampoos pra caspa são focados em fazer uma limpeza profunda e, muitas vezes, agressiva nos cabelos. 

Nos primeiros usos, essa limpeza até ajuda a reduzir a caspa, visto que o excesso de oleosidade é uma das causas dela, mas a longo prazo eles podem causar efeito rebote, já que essa limpeza agressiva causa um ressecamento da pele do couro cabeludo fazendo com que ele desenvolva a descamação. Por isso, o melhor é apostar em shampoos especializados mesmo e ainda mais incríveis se eles forem naturais. 

Ah, não esqueça, pra tratamentos mais direcionados, procurar um médico dermatologista é essencial. Ele vai ajudar você a entender ainda melhor as causas da sua caspa ou descamação e te dar tratamentos médicos pro problema. Usar cosméticos pode sim ajudar a reduzir, mas se a sua questão for crônica ou mais grave, só o médico pra te ajudar, tá?

Shampoo em Barra Anticaspa

Agora, deixa eu te contar um pouquinho sobre o meu Shampoo Anticaspa em barra. Ele tem fórmula natural, vegana, livre de crueldade animal e embalagem totalmente zero plástico. Por ser em barra, os ativos naturais da fórmula são muito mais concentrados, garantindo uma ação mais profunda nos cabelos e que ele dure muito mais tempo .

shapoo anticaspa

Além disso, esse shampoo reduz a caspa e alivia a coceira no primeiro mês de uso, e controla a oleosidade sem ressecar o fio. Além de fazer esse controle de oleosidade, ele age diretamente contra os microorganismos causadores da caspa, controlando a proliferação deles e reequilibrando a microbiota do couro cabeludo, deixando ele mais saudável.

E é muito legal saber que essa barrinha faz tudo isso sem poluir o Planeta, já que a fórmula é limpa e a embalagem é de papel. Dessa forma você tem certeza que nada que está saindo pelo ralo vai poluir nossas águas e que nenhum descarte vai ficar séculos e mais séculos no meio ambiente. 

Pronto! Agora você sabe tudo sobre caspa e descamação do couro cabeludo. Agora me conta nos comentários se você já teve caspa ou descamação e como você fez pra lidar com isso. 

Shampoo anticaspa
Compartilhe no Linkedin

Deixe um comentário

meus produtos

ver todos os produtos