Guia oficial sobre higiene bucal.

Guia oficial sobre higiene bucal.

Tudo o que você precisa saber pra manter seus dentes, gengiva e língua saudáveis.

Já parou pra pensar em como a higiene bucal, assim como o banho, se tornou uma tarefa quase mecânica no nosso dia a dia? Com isso, acabamos nem pensando muito sobre o que é efetivamente a higiene bucal, nem o que estamos usando nos nossos dentes. Vamos combinar que tá na hora de sair do piloto automático?

Escovar os dentes diariamente vai muito além de manter eles brilhando! A higiene bucal ajuda a manter dentes, gengiva e língua saudáveis, e ainda é essencial pra um bem-estar geral do nosso corpo. Por isso, hoje vou mergulhar fundo nesse tema e te dar o guia oficial da higiene bucal.

Índice

 

O que é a higiene bucal?

Escovar os dentes após as principais refeições e usar fio dental diariamente são as duas práticas básicas e essenciais de higiene bucal, pra maioria das pessoas isso já deve ser o suficiente pra manter dentes, gengiva e língua saudáveis - claro, é sempre importante manter um acompanhamento com seu médico odontologista. 

higiene bucal com escova de bambu

O jeito ideal de fazer a higiene bucal é 30 minutos após cada refeição, esse tempo é o que leva pra que a saliva faça sua ação na boca, reequilibrando o pH (que fica mais ácido depois que comemos) e preservando a microbiota da região. Quanto à ordem ou frequência, esse é o mais recomendado pelos especialistas: 

  1. Escovação: 30 minutos após as principais refeições. Não é preciso força, a placa se solta com facilidade quando a escova passa pelos dentes e gengiva.
  2. Limpeza da língua: você pode usar a própria escova ou um acessório próprio pra isso, sempre que escovar os dentes, limpe a língua. Faça movimentos de dentro pra fora pra não espalhar as sujeiras e bactérias, é como se você fosse varrer a língua mesmo. ;)
  3. Fio dental: ele vai retirar o resíduos de alimentos que a escova não consegue alcançar. O uso deve ser diário, mas apenas 1x ao dia, preferencialmente antes de dormir, mais do que isso pode machucar a sua gengiva.
  4. Extra - enxaguante bucal: ele não é um item obrigatório, a não ser que seja um enxaguante terapêutico indicado pelo seu odontologista. Os enxaguantes comuns do mercado servem apenas pra trazer um hálito refrescante e um pouco de controle pras bactérias, mas sozinhos não são efetivos no controle de problemas bucais ou na higiene, são apenas um complemento.

A escovação é a parte mais importante da higiene bucal, a combinação da escova com a pasta de dentes elimina os resíduos de comida e a placa bacteriana por ser a combinação perfeita de limpeza química e mecânica! Hoje, o padrão ouro em higiene bucal é esse equilíbrio, apenas a química não é efetiva, por isso que enxaguantes bucais não devem ser usados sozinhos, nem são um item essencial na higiene bucal diária.

Pra você entender melhor, a limpeza química é o uso de diversos compostos químicos que quebram as moléculas de gordura, permitindo que a pasta de dentes entre nas fissuras e outras partes difíceis, ajudando na remoção de restos de comida e bactérias. Enquanto isso, a limpeza mecânica faz a higiene de forma física com o auxílio da escova de dentes, ela desorganiza a placa bacteriana, varrendo ou arrastando os resíduos dos dentes, gengiva e língua.

escovação bucal sustentável

O que são placa bacteriana, tártaro e cárie?

Todo mundo sabe que a falta de higiene bucal pode gerar problemas como placa bacteriana, tártaro e cáries. Só que além de saber que eles podem surgir, é essencial a gente entender o que eles são e como aparecem na nossa boca, afinal, se compreendemos a causa do problema, é mais fácil solucionar ele. 

A placa bacteriana é formada pelo acúmulo de bactérias, restos de alimentos e outros microorganismos que se aderem ao dente. Todo mundo tem placa bacteriana por causa das inúmeras bactérias já presentes na boca, mas o acúmulo pode desencadear outros problemas, como a gengivite. Já o tártaro nada mais é do que um “segundo estágio” da placa bacteriana. Quando ela fica em contato com os minerais presentes na saliva, ela se solidifica e vira o tártaro, que pode ser amarelado ou branco. Ele ainda pode ficar preso também na gengiva, além dos dentes. 

Por fim, a cárie é a destruição dos tecidos calcificados do dente (esmalte, dentina e cemento). As bactérias presentes na boca liberam ácidos após cada refeição que atacam essa região. A produção de ácidos fica maior com o consumo mais frequente de açúcar e com a falta de higiene bucal. No começo, a cárie pode ser identificada como uma mancha branca no dente e depois ela evolui pra quebra dele.

Leia mais: Mitos e verdades sobre o flúor. 

Como evitar o mau hálito e as aftas?

Quando falamos sobre higiene bucal, a primeira coisa que vem na cabeça é o mau hálito. Quem nunca ficou morrendo de medo de estar com “bafinho” na saída dos amigos. Ele geralmente está associado à existência de cáries e da má higiene bucal, porém pode ter outras origens, como a respiratória (sinusite e amidalite), digestiva (erupção gástrica, dispepsia, neoplasias e úlcera duodenal) e até a metabólica e sistêmica (diabetes, enfermidades febris, alterações hormonais, secura da boca, estresse). Por isso, se a higienização bucal correta não for suficiente pra eliminar o problema, é importante consultar o odontologista.

Além do mau hálito, a afta é outro probleminha chato que surge na nossa boca e temos que lidar. Algumas possíveis causas pro aparecimento dela podem ser alimentos mais condimentados, frutas ácidas, estresse, mudanças hormonais, uso de alguns medicamentos, vírus, bactérias e a lista ainda continua. De forma bem resumida: tudo aquilo que pode mudar o pH ou machucar a mucosa da nossa boca. Pra evitar e tratar a afta, o ideal é manter sempre uma higiene bucal diária adequada e procurar evitar alimentos ácidos e cítricos no dia a dia. Ah, sempre importante dizer: procure o seu odontologista em caso de dores fortes, tá? A afta é um problema comum, mas ela não pode causar desconforto extremo. 

Um tour pela nossa boca.

Como todo o nosso corpo, a nossa boca também é composta por tecidos e bactérias naturais que ajudam no funcionamento da região e a manter tudo saudável. A mucosa é um tecido que reveste as partes internas do nosso corpo, incluindo a nossa boca. Ela ajuda a proteger e a manter a umidade do local, de acordo com a necessidade de cada região. 

A mucosa oral é composta por duas partes: a epitelial e o tecido conjuntivo, sendo o epitélio o responsável por proteger, absorver, secretar e excretar. Na nossa boca, o epitélio é fino e rico em vascularização, o que favorece a absorção. Por isso, o uso de químicos e plásticos na boca precisa de ainda mais atenção, já que essa alta capacidade de absorção da mucosa bucal pode significar que estamos consumindo mais químicos e plásticos ao escovar os dentes do que imaginávamos.

Falando mais de microbiota agora, a oral ajuda a impedir a colonização da nossa boca por microrganismos que podem ser ruins pra gente, mas, sob determinadas condições, ela também pode se tornar agente de doenças orais e sistêmicas. As principais doenças causadas por esses microrganismos são a cárie, periodontite, candidíase oral (sapinho) e endocardite bacteriana. 

Além de tudo isso, ela também é responsável pela digestão dos alimentos. Com certeza você já ouviu a frase “a digestão começa pela boca”, pois é, além da trituração feita pelos dentes, a nossa microbiota oral também participa do processo. Por isso, o equilíbrio da microbiota oral é um fator determinante na manutenção da saúde, não apenas da boca, mas do corpo todo.

Sua pasta de dentes é cheia de plástico.

As pastas de dente comuns estão cheias de plásticos e ingredientes tóxicos - e quando paramos pra pensar que a nossa boca é composta basicamente de uma mucosa com alta capacidade de absorção, isso é bem preocupante. Dentro delas, temos o uso comum de PVP como um aglutinante, ele é um polímero sintético solúvel em água e tóxico pra vida aquática. Ainda não sabemos quais são os impactos do acúmulo dele no corpo humano, só que ele está presente em várias partes do nosso corpo.

Leia também: Você usa plástico pra escovar os dentes?

Além de microplásticos, as pasta de dente comuns também usam lauril sulfato, aromatizantes e corantes sintéticos, além de parabenos e triclosan. Todos podem ser irritantes e tóxicos tanto pra nós, quanto pro Planeta. Felizmente, esses ingredientes não são essenciais pra termos produtos de higiene bucal efetivos. Dá sim pra ter fórmulas menos nocivas e que vão fazer a manutenção dos dentes, gengiva e língua tão bem (ou até melhor) do que as pastas comuns. Quer que eu te prove? Olha só:

Saúde, higiene bucal e sustentabilidade.

Mais uma vez trazendo inovação e sustentabilidade pro dia a dia, lancei meus Tabs Dentais que são a versão em barra (ou pastilha) das pasta de dentes comuns. Como tudo o que eu faço, meus Tabs são naturais, veganos, livres de crueldade animal e totalmente zero plástico da fórmula até a embalagem. Lancei duas versões, uma com e outra sem flúor, assim todo mundo pode escolher a sua favorita e trazer mais sustentabilidade pra sua rotina. Olha só as fórmulas:

tabs dentais B.O.B

  • Tab Dental Menta com flúor:
    • Flúor (1200 ppm): agente anticárie que remineraliza os dentes, evitando o surgimento de cáries, além de proteger e suavizar o esmalte do dente.
    • Zinco PCA: bactericida, age contra as bactérias causadoras da cárie e da gengivite, além de inibir o mau hálito.
    • Prata: tem ação antisséptica, previne mau hálito e ainda ajuda na redução de placa e tártaro. Não causa o efeito de resistência nas bactérias, isso é: a Prata nunca deixa de agir contra esses microorganismos.
    • Óleo Essencial de Menta Piperita: aroma e sabor fresco de hortelã.
  • Tab Dental Menta sem flúor:
    • Hidroxiapatita Mineral: substituto do flúor, agente anticárie que remineraliza os dentes, evitando o surgimento de cáries, ainda protege e suaviza o esmalte, além de poder ajudar a reduzir a sensibilidade dos dentes. Além disso, é de fonte mineral, sendo um ativo natural e vegano.
    • Zinco PCA: bactericida, age contra as bactérias causadoras da cárie e da gengivite, além de inibir o mau hálito.
    • Prata: tem ação antisséptica, previne mau hálito e ainda ajuda na redução de placa e tártaro. Não causa o efeito de resistência nas bactérias, isso é: a Prata nunca deixa de agir contra esses microorganismos.
    • Óleo Essencial de Menta Piperita: aroma e sabor fresco de hortelã.

Além dos Tabs, também trouxe um Pack Dental completo com Escova de Dentes de Bambu 100% biodegradável (e com refil), Suporte pra Escova de Dentes e Porta-Tabs pra armazenar e carregar seus Tabs por aí. 

Leia mais: Já ouviu falar em pastilha dental?

Falando mais da Escova de Dentes, essa é mais uma inovação que trouxe pra sua rotina. As escovas de dente de bambu comuns ainda possuem cerdas plásticas, com o cabo de bambu elas já reduzem o seu consumo de plástico, mas as cerdas ainda são um problema por causa do seu tamanho que é difícil de ser reciclado ou propriamente descartado.

Já as cerdas da minha escova de dentes são feitas a partir do óleo de rícino que é 100% vegetal. Elas são à base de plantas com maciez média, além de serem fortes, duráveis e biodegradáveis. Essas cerdas conseguem remover a placa bacteriana sem agredir as gengivas e ainda são totalmente zero plástico. O formato com cabeça removível e refil reduz seu descarte, já que o cabo se mantém e você só troca a cabeça a cada 3 meses.

Ter uma rotina de cuidados diários mais sustentável ficou muito mais simples, né? Agora, me conta aí nos comentários o que mais você quer saber sobre saúde e higiene bucal. Até o próximo!

 

Compartilhe no Linkedin

Deixe um comentário

meus produtos

lançamento
lançamento
lançamento
lançamento
lançamento
lançamento
promoção
promoção
promoção
promoção
promoção
promoção
ver todos os produtos