duas mulheres com sardinhas no rosto

Guia completo sobre o pH da pele facial e corporal!

Você sabia que a pele tem pH? Pois é, o maior órgão do corpo possui diversas substâncias, como sais minerais e lipídeos, que se misturam e constroem um nível natural de acidez na sua superfície. Essa acidez tem um papel fundamental de proteger a pele de agentes externos que podem agredir ou causar infecções e, por isso, é super importante manter ela equilibrada.

E, assim como tudo relacionado aos cuidados com a pele, a melhor coisa a se fazer pra encontrar esse equilíbrio é descobrindo mais sobre o assunto, né? Por isso, eu preparei um guia completo pra você conhecer tudo sobre o pH da pele, sua importância e como manter ele no seu nível adequado. Vem comigo pra saber mais!

Índice

Qual o pH da pele e por que ele é importante?

Bom, pra gente entender o pH da pele, é necessário entrar um pouquinho no universo da química e relembrar todo o conceito do pH, que nada mais é do que o nível de acidez de alguma substância ou solução. Ele é representado por uma escala que começa no 0 (ácido), passa pelo 7 (neutro) e vai até o 14 (alcalino, ou básico).

infográfico do ph da pele

Nessa escala, a pele adulta saudável se encontra entre 4,5 e 5,75, ou seja, ele é levemente ácido, um resultado da união entre nutrientes e secreções presentes naturalmente na região, como sais minerais, água, suor e sebo. Essas substâncias são liberadas pelo corpo todo, mas principalmente pelas glândulas sebáceas e sudoríparas.

Toda essa acidez é fundamental pra equilibrar a flora natural da barreira cutânea protetora, que fica na parte mais superficial da pele e é responsável por manter o organismo inteiro protegido contra agentes externos nocivos, como poluição e luz solar, que podem causar irritações e até condições dermatológicas mais sérias.

Ah, e vale lembrar que o valor não vai ser o mesmo pra toda a área do corpo, viu? Além de variar entre as regiões mais e menos expostas, a pele das axilas, por exemplo, tem um pH mais alcalino, chegando a 6,5. Isso porque ela não entra tanto em contato com a luz e o ar, o que tira a necessidade do ambiente de ser tão ácido pra manter a microbiota própria da região em equilíbrio e combater a ação nociva de agentes externos.

O que pode desequilibrar o pH da pele?

O desequilíbrio do pH da pele não acontece de uma hora pra outra: ele é normalmente resultado da exposição constante dela a agentes externos que são nocivos ou incompatíveis com a característica naturalmente ácida do manto cutâneo. Dá só uma olhada nos principais fatores:

  • cosméticos inadequados pro seu tipo de pele;

  • produtos de limpeza muito fortes, usados sem proteção de luvas, por exemplo;

  • exposição à luz solar sem fotoproteção;

  • falta de hidratação, tanto com produtos hidratantes, quanto com a ingestão de água;

  • bebidas alcoólicas e cigarro;

  • poluição;

  • lavar a pele mais do que o necessário;

  • mudança repentina da temperatura do ar — tipo ter o costume de expor o corpo por muito tempo ao ar condicionado e, logo em seguida, ir pra ambientes muito quentes.

O que acontece se o pH da pele se desequilibra?

Quando o pH da pele sai daquela escala de 4,5 e 5,75, seja pra mais ou pra menos, ela não consegue sintetizar os lipídeos epidérmicos — o sebo natural produzido pelas glândulas sebáceas, essencial pra estruturação da barreira protetora.

E se esse manto protetor não tem uma boa estrutura, as chances dele desempenhar bem seu papel são 100% comprometidas, deixando a pele mais sensível e irritável, com propensão à vermelhidão, ressecamento e descamação. Nos casos mais graves, o tecido epidérmico desenvolve até mesmo algumas infecções e condições dermatológicas, como rosácea e dermatite atópica.

infográfico da pele internamente velha e novo

Como equilibrar o pH da pele?

Bom, pra equilibrar o pH da pele do rosto e do corpo, é preciso investir em alguns hábitos diários na rotina que impeçam a ação daqueles fatores externos nocivos que falamos sobre agora pouco. Pra te ajudar nessa missão, eu preparei algumas dicas, anota aí:

Consulte um dermatologista

Quando o assunto é pele, ninguém melhor pra indicar os melhores cuidados do que um dermatologista. É super importante fazer um acompanhamento com esse profissional pra conhecer melhor as necessidades da sua própria pele, entender se o pH dela tá equilibrado ou não, e se existe alguma condição dermatológica que precise de tratamento.

É em uma conversa com ele que você consegue encontrar a melhor rotina de skincare pro corpo todo, por isso, procure fazer um acompanhamento periódico e seguir todas as recomendações que forem passadas, tá bem? Assim, você mantém a pele saudável, equilibrada, radiante e, o mais importante, super protegida e fortalecida.

mulher ruiva com o rosto de lado

Use os produtos certos

Sabe quando vemos um produto “pra pele X” na embalagem? Isso indica que aquela fórmula não só tem ativos mais adequados para manter a pele equilibrada, mas também conta com um pH compatível com as necessidades dela. Se a sua for naturalmente seca, por exemplo, os cosméticos com formulação pra ela vão conseguir preservar a sua hidratação com muito mais precisão.

Além de escolher a fórmula mais adequada, também vale ficar atenta aos tipos de componentes presentes nela. Quanto mais ingredientes nocivos, mais potencialmente nocivo esse produto é pra saúde da sua pele, sem contar que ele provavelmente não é nada alinhado com a sustentabilidade ambiental.

O melhor é sempre apostar nos cosméticos naturais, com ingredientes limpos e nomes que a gente conhece, não aqueles super difíceis de ler. Eu falo um pouco mais sobre eles no meu post sobre clean beauty, um movimento que luta contra a corrente da rotina de beleza cheia de ativos sintéticos. Aproveita pra ler e conhecer mais sobre!

mulher loira segurando as caixinhas dos produtos em barra B.O.B

Hidrate a pele

Uma das formas mais eficazes de preservar o pH da pele é mantendo ela fortalecida, já que assim ela pode combater mais facilmente a ação dos componentes e agentes nocivos com os quais entramos em contato diariamente.

Produtos com ativos hidratantes, por exemplo, já desempenham um ótimo papel na preservação da barreira cutânea protetora, além de manter ela super macia e com um viço natural.

mulher lavando o rosto com a toalha branca na cabeça

Beba água

Minha última dica é, provavelmente, uma das mais valiosas: mantenha sempre a hidratação do corpo em dia, ingerindo a quantidade de água adequada pras suas necessidades — que podem variar conforme seu peso e altura, ou se você pratica muitos esportes, por exemplo.

Além de ser essencial pra preservar a hidratação e o brilho da pele, a água mantém o corpo todo funcionando direitinho e dá muito mais energia pra você aproveitar o dia. Ah, e os cuidados no verão devem ser redobrados, viu? Nos dias mais quentes, é sempre bom levar aquela garrafinha dentro da bolsa.

Mulher bebendo água em uma garrafa de vidro

Lembre que cuidar de si, por dentro e por fora, é o segredo pra manter o pH da pele do rosto e corpo sempre em equilíbrio. E você pode adaptar essas dicas da forma que precisar pra sua rotina, adicionando e modificando hábitos do seu jeito e no seu ritmo, tá bem? O importante é cuidar da pele da forma mais eficiente e possível pra você.

Se você procura uma rotina de skincare mais prática, por exemplo, aproveita pra ler também meu conteúdo sobre skinimalismo, uma tendência minimalista de cuidados com a pele que tem tudo a ver com a simplicidade e o equilíbrio. Até a próxima!

Compartilhe no Linkedin

Deixe um comentário

meus produtos

promoção
promoção
ver todos os produtos