Menos é mais: conheça o minimalismo e saiba como começar

À medida que avançamos em nossas vidas, estamos constantemente ansiando por mais: mais espaço, mais dinheiro, mais tempo. Mas você já parou refletir o porquê desse desejo? E se você pudesse fazer mais por você e sua família ao optar exatamente pelo oposto, buscando pela redução de tarefas e pertences, por exemplo? Essa é a premissa básica do minimalismo.

O minimalismo é uma filosofia de vida que defende que podemos encontrar mais bem-estar e satisfação pessoal ao manter apenas o que é essencial para cada um de nós, eliminando qualquer aspecto desnecessário, que apenas atrapalham o nosso caminho para uma vida com mais propósito. É um movimento que leva à simplificação dos nossos hábitos e pertences ao que é fundamental.  

Em vez de se concentrar em posses, um minimalista se esforça para uma vida mais leve e baseada em experiências. Leo Babauta, autor de "Zen Habits", define o lifestyle da seguinte forma: 

“Simplesmente se livrar de coisas que você não usa ou precisa, deixando o seu ambiente simples e organizado para uma vida simples e organizada. É viver sem obsessão por coisas materiais ou obsessão por fazer tudo". 

De forma prática, para torná-lo tangível, podemos começar a adotar este estilo de vida com três hábitos diários:

    1. Questione-se sobre sobre os seus pertences – quais deles realmente utiliza, aprecia ou te traz felicidade? Não tenha medo de abrir mão de itens em desuso, que mantém só para "caso algum dia precise".
    2. Desentulhe! Depois de avaliar seus pertences, chega a hora de colocar a mão na massa. Passe por cada cômodo e, com um olhar crítico, elimine o desnecessário. Crie um sistema de organização para que possa deixar o ambiente mais leve. 
    3. Com menos coisas para cuidar, você finalmente poderá relaxar, se concentrando apenas no que é importante para você – afinal, coisas não essenciais não farão mais parte de sua rotina. 

O passo número um: reduzir os pertences! 

Você talvez esteja se perguntando "por que reduzir meus pertences me traria bem-estar?" e a verdade é que a resposta é bastante simples: Já percebeu, por exemplo, que quanto mais coisas temos, mais esforço e tempo é necessário para mantê-las e organizá-las? Ao optar por uma vida minimalista, as demandas por organização reduzem, pois a vida já ficou mais simplificada. Assim, sua casa fica mais fácil de organizar e limpar; o que libera mais tempo para fazer coisas que realmente quer. O conceito, dessa forma, torna seu tempo mais fácil de gerenciar e sua vida mais fácil de viver.

Então como fazer para tornar a sua casa num ambiente minimalista? Aqui estão algumas dicas gerais de organização para qualquer um que queira começar a participar desse movimento:

1. Experimente organizar um cômodo de cada vez. Comece com o seu quarto; especialmente os armários. Use esse cômodo já organizado para inspirá-lo a simplificar o próximo ambiente e assim por diante!

2. Em cada cômodo, comece pelos móveis. Pense em quais móveis podem ser eliminados sem sacrificar o conforto. Existe algum móvel que você nem usa? Considere removê-lo!

3. Deixe somente aquilo que você precisa, gosta e usa. Ao olhar para suas coisas, pergunte-se se cada item é realmente essencial. Se você pode viver sem ele, livre-se dele – doe, venda ou descarte. Isso vale para objetos de decoração, livros, utensílios, peças de roupa, etc.

4. Pisos limpos! Sim, seus pisos devem estar completamente limpos, sem pilhas de papéis ou qualquer outra coisa que não tenha um lugar específico em sua casa e acaba se amontoando em algum cantinho do chão.

5. Mantenha a versão digital de coisas físicas. Isso ajuda a economizar espaço e a diminuir a desordem. Além de ser mais fácil de organizar (e acessar), os objetos digitais podem ser mais baratos e também menos provável de serem danificados. Por exemplo,  opte por e-books em vez de livros físicos, usar aplicativos para ouvir música em vez de acumular CD's, etc.

6. Minimize o seu desperdício. Pense na quantidade de embalagens plásticas ou descartáveis que você consome e diminua a quantidade desses resíduos em sua rotina.

7. Compre menos, com mais qualidade e use até o final. Ao fazer uma nova aquisição, escolha poucos produtos e não entulhe, por exemplo, seu banheiro e chuveiro com novas garrafinhas a cada semana. As barrinhas da B.O.B, por exemplo, são ótimas opções para desentulhar o chuveiro, pois substituem até 5 garrafas de shampoo e condicionador ;). 

8. Edite e elimine. Depois de algumas semanas ou  meses, olhe tudo novamente para evitar próximos acúmulos Peça a um amigo que dê uma olhada nos cômodos com você. Na maioria das vezes, você descobrirá que há coisas que pode simplificar ainda mais em direção a uma casa minimalista.

Lembre-se: a teoria do minimalismo não é para você se forçar a viver com pouco, mas para você viver melhor, com o que é realmente essencial.

Para se aprofundar ainda mais no tema, temos algumas dicas para você: os livros "A Mágica da Arrumação" de Marie Kondo e "Menos é Mais" de Francine Jay, o documentário "Minimalismo", disponível na Netflix. Temos certeza que elas vão te ajudar a entender o lifestyle e te motivar a viver uma vida mais simples.

Partiu? ;)

2 comentários

Adorei ler sobre minimalismo, ja tenho o hábito de a casa três meses fazer uma geral na coisas que estão paradas sem uso e o que é mesmo necessário é tranformador, minha casa é pequena e sempre procuro nao acumular coisas mas como professora utilizo muitos materiais reciclaveis e alternativos e fica um pouco difícil que como li no artigo acabo guardando coisas para serem usadas e acabo não usando. Até por isso adotei o hábito de a cada três meses rever o que guardei e se vou usar, doar, reutilizar, descartar.
Ja no meu guarda roupas faço uma geral e tbm a cada peça que entra duas saem ate para nao acumular é liberdador.
Vou assistir o documentaria amei o assunto abordado e prática mais pois az muito bem, é uma vida nova a cada arrumação.
Abraços

Marcele Weitner dezembro 09, 2020

Estarei de férias em Dezembro e quero começar a prática do minimalismo no meu quarto depois conto a experiência.🙏

Ana Claudia dezembro 09, 2020

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados antes de serem publicados