Microbiota da axila: informações para ter sempre debaixo do braço.

A axila é uma daquelas regiões do nosso corpo que virou tabu. É que muita coisa acontece por ali ao mesmo tempo: crescimento de pelos, produção de suor e, claro, o famigerado cheirinho típico dessa parte do corpo. Por tudo isso, é uma área que exige muito cuidado e conhecer melhor suas características é essencial pra mantê-la sempre saudável e bem cuidada.

A gente separou várias informações interessantes sobre isso e queremos compartilhar com você. Então, chega mais: é hora de saber sobre tudo o que tá acontecendo bem aí, debaixo do seu braço!

Índice


Você conhece sua axila?

Já parou pra pensar sobre isso? Será que a gente conhece bem a nossa própria axila? Por ser uma região do corpo de difícil acesso visual, a gente acaba dando pouca atenção ou quase não reparando nela. É como dizem: quem não é visto, não é lembrado. :) No máximo, espiamos nossa axila uma ou duas vezes ao dia, de frente pro espelho, durante o banho, na nossa rotina de higiene e cuidados pessoais.

Só que nossa axila também precisa de atenção: trata-se de uma região importante e delicada, que pede cuidado e carinho pra se manter saudável. Por mais estranho que pareça dizer isso, existe uma série de microorganismos vivendo por ali, e eles são essenciais pra manter o equilíbrio da região – é a chamada microbiota da axila.

Assim como em diversas outras regiões do nosso organismo, essa microbiota garante que as coisas funcionem como deveriam e evita que doenças se desenvolvam. Por isso, garantir que a microbiota da axila sempre esteja em ordem é fundamental pra manter tudo da melhor forma possível debaixo dos nossos braços.


Leia também: A revolução na higiene íntima: autoconhecimento é autocuidado!

O que é a microbiota da axila?

Microbiota é um termo que significa algo como um conjunto de seres minúsculos, organismos microscópicos, que vivem juntos e desenvolveram um jeito harmônico de se relacionarem entre si, gerando um resultado positivo pra todo mundo. Legal, né?


Mas se quiser um resumo mais direto, podemos dizer que a microbiota da sua axila são as bactérias que vivem por ali. E não precisa sentir nojinho, tá? Elas moram naturalmente debaixo do seu braço e ajudam a cuidar da região, beleza? :)


Como a axila é um lugar escuro e úmido, torna-se ideal pra que essa microbiota esteja ali. E se essas bactérias estiverem vivendo em equilíbrio, tá tudo certo: isso é sinal de saúde da sua axila. O problema começa quando algum fator acaba desregulando esse delicado balanço entre elas. E muita coisa pode desequilibrar a microbiota da axila!

Como ter – e manter – uma axila saudável

Alguns cuidados fazem parte de uma rotina de atenção à saúde da axila. Por mais óbvio que pareça dizer isso, lavar bem a região é o começo de tudo, né? Capriche durante o banho! Pra quem opta por raspar os pelos que nascem debaixo do braço, outra dica bacana é ir com calma e muito carinho: às vezes, na pressa, pequenos cortes podem acontecer e isso fragiliza a pele da região.

Mas, além desses cuidados, regular a microbiota da axila também é essencial pra manter a saúde dessa parte do corpo. Quando as bactérias naturais da axila se desequilibram – um grupo delas cresce além do normal, por exemplo – vêm os problemas. 

 

E esse desequilíbrio pode ser causado por nós mesmas, ao utilizar cosméticos ou produtos de higiene pessoal que acabam atacando a microbiota e abrindo espaço pra que algumas bactérias se desenvolvam além da conta ou pra que outros microorganismos invasores, como fungos, aproveitem a brecha e ataquem, causando transtornos. Por isso, é importante encontrar formas de cuidar da axila de um jeito menos agressivo, que garanta a higiene da região sem desrespeitar esse equilíbrio natural que já existe por ali.

 

E o pH?

 

O pH é sempre um assunto em destaque por aqui, né? Isso acontece porque ele é um fator super importante pro nosso organismo! Cada região específica do corpo tem seu próprio pH e a nossa axila não é diferente: ali, por conta das condições especiais – pouca luz, umidade e baixa ventilação – o pH é um pouco menos ácido, girando em torno de 6,5. 

 

É esse pH que regula quais microorganismos irão se desenvolver debaixo do braço, mas, por ser uma região abafadinha e cheia de umidade, não são apenas as bactérias naturais e boas pra pele das axilas que se abrigam por ali. Essas bactérias que vivem debaixo do braço metabolizam o suor da da transpiração natural e, como resultado desse processo, acabam liberando substâncias que irão gerar o odor característico da axila, sacou? 

 

Por isso, uma das formas de controlar essa dinâmica do mau cheiro é justamente controlando o crescimento das bactérias que produzem esses odores desagradáveis – e isso passa por reequilibrar o pH da região da axila para que fique mais alcalino, deixando a região mais protegida e impedindo que haja uma proliferação exagerada de microrganismos indesejados por ali.

Transpirar faz bem!

Quando a gente fala sobre suor e transpiração, é muito importante bater na tecla de que esses são processos naturais e saudáveis do nosso corpo. Suar faz muito bem! É através da transpiração que nosso organismo regula sua própria temperatura e se adapta às condições externas ou às atividades que estamos fazendo.


Ah, vamos destacar de novo essa info por aqui: o suor não é o responsável direto pelo mau cheiro das axilas já que ele é basicamente composto por água e sais minerais. O problema acontece quando bactérias indesejáveis se proliferam nas axilas e se alimentam desses compostos, produzindo os maus odores através da metabolização.

Claro, existem casos onde ocorre uma transpiração exagerada e essa condição traz problemas pro dia a dia de quem sofre com isso. Vale a pena procurar um especialista pra buscar o tratamento adequado, tá? Mas, de forma geral, não tem nada de errado em, literalmente, suar a camisa!

Desodorante ou antitranspirante, afinal?


Por isso mesmo que é preciso cuidado extra com o skincare das axilas: ali, debaixo do braço, é uma região que produz bastante suor naturalmente e impedir que esse processo ocorra como deveria pode não ser a melhor ideia, tá?


Hoje em dia, a maioria dos produtos voltados pro cuidado das axilas tem efeito antitranspirante. O próprio desodorante, cuja função deveria ser controlar o odor do local, acaba fazendo isso ao evitar que a transpiração aconteça normalmente. A estratégia é controlar o suor pra controlar cheiros desagradáveis, sacou? Mas pare pra pensar: se a transpiração é uma função natural do nosso corpo e pode até afetar a nossa saúde, será que é interessante impedir que as nossas axilas transpirem como elas gostariam?

E mais: se já vimos que a transpiração em si não tem cheiro, não faz muito mais sentido controlar as bactérias e não o suor? :)

E agora: qual desodorante escolher?

 

Essa decisão é bastante pessoal – como quase tudo relacionado ao seu autocuidado, né? Cada pessoa conhece seu próprio corpo, e quais produtos se adaptam melhor a ele, seja pra pele, pro cabelo, etc. Mas se você está em busca de uma rotina de higiene e cuidado cada vez mais equilibrada e saudável, algumas dicas podem ajudar!

 

Alguns desodorantes tem ação antitranspirante – ou antiperspirante, como alguns chamam. Isso reduz a transpiração debaixo do braço pra controlar os odores do local, mas também já vimos que suar é um processo natural, e impedir seu corpo de transpirar não parece fazer muito sentido, né? Além disso, esse controle da transpiração é feito pela ação de sais de alumínio que são adicionados à fórmula desses produtos. E, cá entre nós, embora não exista nada conclusivo sobre os efeitos do alumínio em nosso corpo, não parece que isso combina com uma vida mais saudável, né?

 

Leia também: Alumínio no desodorante: vilão ou não?

 

Então, o legal mesmo é poder incluir em seu cotidiano de cuidados com a axila um desodorante que redirecione o pH daquela região, respeitando também a importância da transpiração, sem usar ativos químicos agressivos voltados a impedir esse processo natural. De preferência, que privilegie uma formulação mais suave e baseada em ingredientes de origem natural, fornecendo o cuidado que você deseja sem colocar sua saúde em risco.

 

Os desodorantes em barra da B.O.B são assim: eles foram criados pra ajudar você a ter uma rotina de skincare da axila muito mais consciente e equilibrada, sem agredir a microbiota natural e o meio ambiente. 

 

B.O.B DEO: os desodorantes em barra da B.O.B.

 

São 4 versões pra você escolher: todas são livres de alumínio e não usam nenhum ingrediente tóxico. Ou seja: pele saudável e Planeta com menos resíduos tóxicos! Além disso, eles vêm com componentes de origem natural, que possuem ação de combate aos odores sem prejudicar a microbiota natural da região da axila e sem interromper o processo de transpiração natural da pele, que é muito importante. Isso tudo cuidando dos tecidos com muito carinho, regulando hidratação e oleosidade para uma pele saudável e bonita.

 

Desodorante em Barra Intensivo

Esse é o desodorante ideal pra quem transpira muito, já que possui alta proteção contra o mau odor e o suor excessivo. Ele mantém o pH das axilas alcalino, evitando a proliferação de bactérias indesejáveis que causam o mau odor, mas sem impedir a transpiração natural. Ah, esse desodorante está liberadíssimo pra todos os tipos de pele, tá? E pode ser usado durante a noite.

Desodorante em Barra Purificante

Que axilas sequinhas e livre de impurezas?  Esse é o desodorante pra você! Ele faz um detox na pele e controla a oleosidade excessiva. Além de, claro, manter o pH das axilas alcalino, evitando a proliferação de bactérias indesejáveis que causam o mau odor, mas sem impedir a sua transpiração natural. Ah, ele pode ser usado durante a noite também, tá?

Desodorante em Barra Refrescante

Apostamos que você não sabia que suas axilas também precisa de nutrição e hidratação! Esse desodorante faz isso por elas. Das 4 fórmulas, esse é o único que possui Bicarbonato de Sódio que mantém o pH das axilas alcalino, evitando a proliferação de bactérias indesejáveis que causam o mau odor, mas sem impedir a transpiração natural. Esse DEO também pode ser usado durante a noite.

Desodorante em Barra Suavizante

Vai anotando aí tudo o que esse desodorante faz por sua pele sensível: reduz a oleosidade excessiva, repõe os minerais essenciais pra saúde da pele, protege você e o Planeta, e mantém o pH das axilas alcalino, evitando a proliferação de bactérias indesejáveis que causam o mau odor, mas sem impedir a transpiração natural. Ah, ele também está liberado pra ser usado à noite.

Todos os desodorantes em barra da B.O.B são de uso noturno também: como eles não levam alumínio na composição, permitem a transpiração natural durante a noite e garantem que seu corpo faça as trocas necessárias através do suor. E a gente nem precisa dizer, né: como toda a linha de cosméticos Waterless Beauty da B.O.B, nossos desodorantes são uma alternativa de sustentabilidade ambiental possível pra quem quer incluir o cuidado com o planeta nas suas ações diárias mais comuns. Por seu formato sólido, eles consomem menos água, não precisam de embalagens plásticas – 100% livres de plástico! – e ainda por cima também são veganos e Cruelty Free.

 

Viu só como todo o cuidado que sua axila e o planeta precisam cabe em uma barrinha super prática, sustentável e fácil de usar? A gente aposta que os desodorantes em barra da B.O.B não vão sair debaixo do seu braço! :)

1 comentário

Adriana junho 22, 2022

Qual a durabilidade de um bastão, usando diàriamente?

deixe um comentário

meus produtos