mulher com tatuagem no braço segurando necessaire rosa

Veja mais sobre o turismo sustentável e como praticar!

Cá entre nós: poder viajar, ter a oportunidade conhecer novos lugares e mergulhar em novas culturas é tudo de bom, né? Além de ser divertido, é, também, uma forma de se conectar de verdade com todo o mundo à nossa volta, sentir que faz parte de algo maior e recarregar as energias.

Só que o turismo, como é normalmente praticado, nem sempre é muito amigo do meio ambiente, até porque a indústria turística é uma das grandes responsáveis por explorar, degradar e até mesmo esgotar muitos recursos naturais e culturais que temos no Planeta, principalmente nos locais mais populares por aí.

Imagina que legal, então, se existisse uma forma de poder desbravar a natureza e os lugares que você sempre sonhou de um jeito mais consciente, ajudando a manter vivo tudo o que torna cada uma dessas destinações únicas? Pois bem, existe um conceito que tá aqui pra mostrar que isso é possível: o turismo sustentável, um modelo de viagem cada vez mais popular mundo afora.

E quem me conhece sabe que eu amo falar sobre ações alinhadas com a sustentabilidade ambiental, né? Por isso mesmo, eu juntei todas as informações essenciais sobre o ecoturismo pra gente bater um papo sobre ele, explorando os seus benefícios e conhecendo formas de colocar ele em prática. Vem saber mais!

mulher com blusa laranja atrás de um necessaire e produtos em barra

O que é o turismo sustentável?

Você já deve ter ido a alguma praia e visto uma plaquinha que diz algo como “não deixe nada além de pegadas e não leve nada além de lembranças”, certo? Pois essa é justamente a ideia do turismo sustentável, também conhecido como turismo ecológico ou de preservação.

Ele envolve um conjunto de práticas que mostram como é possível atender, ao mesmo tempo, às necessidades econômicas, sociais e ambientais de um destino turístico. A ideia é estimular o viajante a desbravar um lugar sem explorar, danificar ou esgotar as riquezas culturais e ambientais dele.

Pra isso, o movimento propõe unir indústrias de turismo, viajantes, populações locais e empresas de viagens e transportes em ações que diminuam a poluição, protejam o ecossistema (fauna e flora), preservem a cultura e fortaleçam o comércio regional. Essas ações devem ocorrer durante toda a jornada: do momento que arrumamos a mala até a hora que voltamos pra casa.

E toda essa ideia é bem recente, viu? O conceito do ecoturismo surgiu lá em 1992 na Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento, aqui mesmo no Brasil. Ah, e o Ministério do Turismo (MTur) [1] também já falou sobre como esse novo jeito de viajar é importante pra preservar e desenvolver o ecossistema brasileiro, principalmente do nosso litoral!

O problema do turismo convencional

Bom, se o turismo sustentável surgiu, é porque a forma convencional de viajar e conhecer novos mundos não tá realmente funcionando, né? Lembra que comentei, lá no comecinho do nosso papo, como a indústria turística tá super envolvida na exploração e no esgotamento dos nossos recursos socioambientais?

Pois bem, isso porque muitas atividades que a viagem envolve — como transporte e algumas atrações turísticas, como zoológicos — são responsáveis pela emissão de gases poluentes na atmosfera, exploração de recursos naturais e degradação do ambiente (alô, galera que vai pra praia e não recolhe o lixo que produz!).

sacola plástica com garrafas de vidro vazias

Isso sem contar que essa indústria acaba também sendo uma das grandes fomentadoras da gentrificação, que acontece quando pessoas com maior poder aquisitivo são atraídas pra ocupar determinadas áreas pelo seu potencial econômico e acabam marginalizando e até expulsando moradores locais, responsáveis por manter viva a cultura, a arte e o ecossistema regional.

O turismo de preservação chega justamente pra quebrar esse ciclo danoso, com práticas e atividades turísticas que não intervêm, ou têm o mínimo de intervenção possível, na cultura e natureza. Assim, as próximas gerações também têm a oportunidade de conhecer o lugar como ele realmente é, e esse nem é o único benefício dessa prática, viu? Vou falar sobre mais alguns!

Qual a importância do turismo sustentável?

O turismo sustentável tem uma importância imensa tanto no setor ambiental quanto no social dos lugares onde ele é praticado. Olha só algumas das vantagens de fazer ele acontecer:

  • valorização e preservação da cultura;

  • desenvolvimento socioeconômico da comunidade local;

  • geração de empregos dentro do setor turístico;

  • fortalecimento do turismo a longo prazo, já que o lugar é mantido intacto;

  • proteção de todo o ecossistema;

  • estímulo da economia circular, pois é alinhado com o uso consciente dos recursos naturais.

Como praticar o turismo sustentável?

Pra praticar o turismo sustentável, enquanto viajante, o ponto-chave é trazer um olhar mais consciente pra todas as escolhas que você faz pra essa viagem, desde o destino, o que você leva na mala e até o que vai consumir por lá.

Eu separei 4 dicas bem simples pra te ajudar a fazer essas escolhas, olha só:

1. Fique de olho no Greenwashing

Se o Greenwashing é um termo novo pra você, eu vou resumir ele bem: é um conjunto de estratégias que faz algo parecer eco-friendly quando não é, com o simples objetivo de vender. Pois bem, essa prática muito comum no marketing e nas campanhas publicitárias também tá presente no turismo.

Você já deve ter visto, por exemplo, zoológicos e parques aquáticos que dizem preservar a fauna, mas já se envolveram em problemas de maus-tratos contra animais, certo? Ou talvez aqueles hotéis paradisíacos que prometem experiências imersivas na natureza local, mas desmataram a flora e exploram diversos recursos pra ter a estrutura que têm!

Esses são alguns exemplos de atrações turísticas que fingem ser amigas do meio ambiente pra atrair consumidores. É justamente essa galera que é bom evitar e, pra isso, o segredo é sempre fazer uma boa pesquisa antes de escolher o destino da sua viagem.

2. Apoie a cultura e a produção local

Outra boa forma de praticar o turismo sustentável é valorizando o que é produzido no lugar que você vai visitar, como através da cultura gastronômica da região, comendo alimentos produzidos e colhidos na época que você tá por lá.

Visitar exposições de arte, conhecer o artesanato e a moda regional também são maneiras de dar essa valorizada, mas, é claro, sempre procurando consumir de forma consciente se a ideia for comprar algo novo.

3. Escolha bem seus souvenirs

Eu sei que parece muito legal levar aquela concha linda da praia pra sua casa, mas essa prática não é muito ecologicamente correta, pois compromete o ecossistema local. Isso porque essas conchinhas vazias que vemos na areia se decompõem e viram insumos pros outros moluscos criarem suas cascas e se protegerem.

Por isso, na hora de escolher o seu souvenir, deixe de lado as conchinhas e prefira o artesanato local, tá bem? Assim você leva uma lembrança que foi realmente produzida por lá e mantém o meio ambiente do jeitinho que ele deve ser.

4. Arrume a mala de forma consciente

O que a gente leva pra determinado lugar acaba ficando por lá de alguma forma: os cosméticos e produtos de higiene que usamos no banho, por exemplo, descem ralo abaixo e vão parar nos rios e mares. Além deles, as embalagens plásticas também não são lá uma boa ideia, já que são "jogadas fora" por lá, demoram anos pra se decomporem e contribuem muito pro aumento da poluição.

Por isso, na hora de fazer a sua mala, escolha produtos naturais, feitos com ingredientes limpos e embalados em frascos e pacotes de materiais biodegradáveis, ou que não causem danos ao Planeta.

necessaire rosa com produtos em barra

As minhas barrinhas, por exemplo, oferecem todos esses atributos incríveis em uma fórmula concentrada, waterless e livre de plástico, apenas com o essencial pra você praticar seu ritual de autocuidado enquanto cuida do meio ambiente. E o melhor: ao contrário dos cosméticos líquidos convencionais, as chances das barrinhas fazerem aquela meleca dentro da mala são nulas!

Ah, e além dos produtos em barra, eu ainda tenho acessórios pra viagem, como Latinhas, Bolsinhas e Nécessaires pra você carregar as barrinhas de forma segura, por onde quer que você vá.

produtos em barra em cima de pedra rosa

Viu só como é possível praticar um turismo sustentável, aproveitando ao máximo a sua viagem enquanto cuida de tudo o que faz sua destinação tão incrível? Agora é só arrumar as malas e aproveitar a jornada da forma mais consciente possível.

Ah, e se a sua viagem for durante a estação mais quente do ano, aproveita pra conferir também meu post sobre cuidados no verão, onde eu dou dicas incríveis pra você proteger o corpo inteiro e curtir o sol sem medo!

Banner com a visão da marca B.O.B sobre consumo consciente e sustentável

Compartilhe no Linkedin

Deixe um comentário

meus produtos

promoção
promoção
promoção
promoção
promoção
promoção
promoção
promoção
ver todos os produtos